Quinta-feira, 6 de Dezembro de 2007

Pensando melhor...

 

Oi ...

Estava eu distraidamente lendo um dos sites que leio sempre e vi este texto... achei muito muito muito interessante. É do Rubem Alves e faz uma instigante interpretação do ato de ler e, principalmente, sobre nossas reações perante o acumulo dessas leituras em nossas mentes.  

 

Sobre os Perigos da Leitura -  Rubem Alves

 

(...) O que se toma por óbvio e evidente é que o pensamento está diretamente ligado ao número de livros lidos. Tanto assim que se criaram técnicas de leitura dinâmica que permitem ler "Grande Sertão: Veredas" em pouco mais de três horas. Ler dinamicamente, como se sabe, é essencial para se preparar para o vestibular e para fazer os clássicos "fichamentos" exigidos pelos professores. Schopenhauer pensa o contrário: "É por isso que, no que se refere a nossas leituras, a arte de não ler é sumamente importante".

 

Isso contraria tudo o que se tem como verdadeiro, e é preciso seguir o seu pensamento. Diz ele: "Quando lemos, outra pessoa pensa por nós: só repetimos o seu processo mental". Quanto a isso, não há dúvidas: se pensamos os nossos pensamentos enquanto lemos, na verdade não lemos. Nossa atenção não está no texto. Ele continua: "Durante a leitura, nossa cabeça é apenas o campo de batalha de pensamentos alheios. Quando esses, finalmente, se retiram, o que resta? Daí se segue que aquele que lê muito e quase o dia inteiro perde, paulatinamente, a capacidade de pensar por conta própria. Esse, no entanto, é o caso de muitos eruditos: leram até ficar estúpidos. Porque a leitura contínua, retomada a todo instante, paralisa o espírito ainda mais que um trabalho manual contínuo".

 

Nietzsche pensava o mesmo e chegou a afirmar que, nos seus dias, os eruditos só faziam uma coisa: passar as páginas dos livros. E com isso haviam perdido a capacidade de pensar por si mesmos. "Se não estão virando as páginas de um livro, eles não conseguem pensar. Sempre que se dizem pensando, eles estão, na realidade, simplesmente respondendo a um estímulo —o pensamento que leram... Na verdade eles não pensam; eles reagem. (...) Vi isso com meus próprios olhos: pessoas bem-dotadas que, aos 30 anos, haviam se arruinado de tanto ler. De manhã cedo, quando o dia nasce, quando tudo está nascendo, ler um livro é simplesmente algo depravado..."

 

E, no entanto, eu me daria por feliz se as nossas escolas ensinassem uma única coisa: o prazer de ler! Sobre isso falaremos...

 

 

Rubem Alves, 70, é escritor e educador, autor de "Conversas sobre a Educação" (Verus), "Quando Eu Era Menino" (Papirus) e "Livro sem Fim" (Loyola), entre outros.

 

Fonte:  http://www.cuidardoser.com.br/

 

 

Sinceramente, estou meio confusa. Embora até concorde com o texto. Mas, como professora, vejo meus alunos tão perdidos no tempo e no espaço... presos nessa armadilha que é a TV... gostaria muito e muito que eles lessem mais. Sou professora de matemática e não há como resolver um problema sem primeiro interpretá-lo, o que nos leva novamente à leitura. E, na verdade, quais são os pensamentos que são realmente nossos? Não partilhamos, enquanto humanos, de experiências parecidas e sentimentos idem? Então...  com a leitura se dá o mesmo. os escritores são antes de tudo pessoas, que leram outras pessoas e conviveram com outras pessoas e como saber que aquilo que eles dizem são idéias deles???? Certamente foram influenciados por outros livros e outras pessoas que fizeram parte de sua formação, mas nem por isso ele perde o mérito sobre o que escreveu.

Sei lá! rsrsrsrs

CONFUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUSA!!!!

bjs aos montes

P. S. Estupefacta... este é pra você! :o)

: Radio Blá - Lobão
publicado por Luna às 13:56

| comentar | adicionar a favoritos
4 comentários:
De Crisálida a 6 de Dezembro de 2007 às 18:46
Miguxa, eu sou fã de rubem alves, como já disse várias vezes, mas dessa vez não vou poder concordar muito, porque a leitura enriquece a capacidade de pensar. Se imaginarmos que todos somos neurônios de um grande cérebro, compreenderemos que a interação de idéias é que faz o organismo inteiro funcionar. Nós, sozinhos, não podemos ter todas as idéias e nem pensar em todas as coisas. No entanto se unirmos nossa capacidade de pensar à capacidade de pensar dos outros, conseguimos pensar melhor, com mais possibilidades. Quanto mais você lê, mais você tem possibilidades você tem de desenvolver idéias próprias, porque você viu muuuito além do seu próprío mundo limitado e imperfeito. Se eu tenho falhas de compreensão em determninados pontos e você não tem, quando te leio, consigo enxergar pontos onde os meus olhos não conseguiam ir sozinhos. Ver com os teus olhos, me possibilita experimentar experiências que você viveu. Tenho a possibilidade de compreender situações que eu não tive a chance de viver, mas que vc teve. Todas as pessoas não viveram todas as experiências e nem tiveram todas as oportunidade de conhecer todas as coisas, e muito menos são todos perfeitos, sem necessidade de acrescentar algo à si mesmo. Essa idéia de não conhecer outros pensamentos para não poluir a própria capacidade de pensar, é um tanto egocêntrica, na minha opinião. Egocêntrica, limitada e reducionista.
De Luna a 6 de Dezembro de 2007 às 20:02
Oiiiiiiiiiiiiii Lu,

rsrsrsrs

Obrigada pelo help... rs... ainda bem que vc também concorda que ele não está totalmente certo... rs... sabe do que lembrei??? Meus alunos sempre dizem : "Ô PRÓ, NADA SE CRIA TUDO SE COPIA" kkkk! adaptaçãozinha criativa deles pra justificar qd fazem cópia letra por letra de algum trabalho da net... enfim... coitado de Lavoisier... rsrsrs sua teoria toda distorcida pela preguiça dos meus feijõezinhos... rsrs

beijos miga...

Valeu!!!!
De Estupefacta a 6 de Dezembro de 2007 às 19:42
Querida Luna
Até eu fiquei agora confusa. confesso que não conheço a obra de Rubem Alves, mas como pedagogo lá deverá ter fundamento científico no que afirma tão convictamente.
Se é certo que a nossa mente é um campo de batalha (e eu também creio nisso), a verdade é que a leitura eleva-nos o poder de combater.
Vou ver se me consigo explicar. Ler de mais não me parece mau, bem pelo contrário. Não deixamos de pensar, apenas «viajamos» temporariamente num mundo que é o do autor. No entanto, não perdemos a capacidade de pensar, de relacionar acontecimentos, factos, personagens, emoções... É isto que nos distingue. O grande problema, quanto a mim, não se prende com a quantidade mas com a qualidade. a verdade é que caminhamos cada vez mais para uma sociedade cheia de doutores e de engenheiros que nunca leram uma obra completa e isso é notório. Dão-se erros ortográficos graves (não falo dos de simpatia), a construção frásica deixa muito a desejar e por aí fora.
Na nossa profissão, o problema não se prende tanto com a falta de conhecimento dos conteúdos programáticos, mas sim com a incapacidade de interpretação de simples enunciados. E neste ponto, a leitura faz e muita falta.
Sou da opinião que ler traz-nos conhecimento, abre-nos os horizontes, enriquece-nos.

Esta é a minha singela opinião.
Um grande beijinho
De Luna a 6 de Dezembro de 2007 às 20:08
Oi miga linda, singela naaaaaaaaaaada!

Muito boa a sua ajuda... sabe, sei que devemos ler e colher o melhor desses teóricos, mas sinceramente nem tudo que eles dizem é lei... penso como vc a leitura não é demais... e daí se os conceitos já existem??? podem ser melhorados sim... é só observarmos quantas vezes ao relermos um livro ou revermos um filme temos nossa atenção atraída para uma parte ou uma cena que não tinha nos chamado a atenção antes... e por quê? estamos em constante mudança e nosso estado de espírito influencia no que lemos ou assistimos... Assim, um leitor não será jamais um mero reprodutor do que foi lido... dará a sua contribuição através de suas próprias impressões... até parece que esse pessoal nunca ouviu falar em 'TELEFONE SEM FIO' ... vc conhece amiga? é uma brincadeira em que vc põe os alunos em fila... diz uma frase ao primeiro e vê o que sai ao final da fila... rsrsrsr.. sempre sai distorcida, por mais que a idéia central se mantenha ....rsrsrs

beijos aos montes e obrigadaaaaaaaaaaa!

Comentar post

♣ Luna

♣ Pesquisar

 

♣Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
17
18
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

♣ Posts

Ainda preciso de conselho...

...

Iluminar

Saiba

Vida nova

Pequenas doses

Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...

Oiiiiiiiiiiii.... Saudaaa...

Mudança - Parte II

30º. Post... Ano novo, vi...

♣ Arquivos

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

♣ T A G S

todas as tags

A minha filha é chefe de ...

♣ Visitas